Principal Notícias Não é só pelos poucos décimos que você deve lutar
Não é só pelos poucos décimos que você deve lutar

Todo semestre é assim: quando o aluno não obtém aprovação em uma ou mais disciplinas ele tenta encontrar um culpado pelos poucos décimos que estão faltando e, normalmente, atribui a responsabilidade ao professor.

A formação de um futuro profissional de nível superior deve ser pautada em diversas lutas e a primeira delas deve ser consigo mesmo.

O aluno universitário não deve somente lutar pelos poucos décimos que estão faltando, e sim:

  • Deve lutar para eliminar a desculpa de que “não teve tempo para estudar” e substitui-la por “não dei prioridade aos estudos”;
  • Deve lutar para não jogar culpa em quem não pediu para nascer, dizendo “que tem filhos para criar” e entender que o fato de ter filhos exige que ele seja um aluno exemplar e que, por isso, deve dar bons exemplos para eles;
  • Deve lutar e parar de culpar a empresa dizendo “que trabalho mais de dez horas por dia” e compreender que toda empresa séria só dará oportunidades aos que se destacam no trabalho e nos estudos;
  • Deve lutar para deixar de ser um mero expectador e se transformar em um aluno universitário participativo;
  • Deve lutar para esquecer de que não teve o hábito de estudar e fazer do estudo um hábito de vida;
  • Deve lutar para reservar, religiosamente, um tempo diário destinado ao estudo dos temas menos compreendidos nas aulas anteriores;
  • Deve lutar para focar a atenção nos assuntos que estão sendo ministrados e não ficar desatendo, disperso e contribuindo para a falta de concentração dos demais alunos;
  • Deve lutar para que todos tratem os professores com respeito e dignidade e não permitir que a recíproca não seja praticada;
  • Deve lutar para aumentar o nível da qualidade dos professores;
  • Deve lutar para se desapegar das amaras negativas do passado (para os que ainda possuem) e se agarrar às positivas do presente deixando de, mais uma vez, procurar culpados, se espelhar nos bons exemplos e se projetar para o futuro;

Diante das práticas destas lutas, o aluno passa a ser comprometido com o próprio sucesso, servindo de referência para os demais e contribuindo para a construção de um futuro promissor onde jamais irá precisar de poucos décimos para ser aprovado em uma disciplina e tão pouco deixará de adquirir conhecimentos indispensáveis a sua ascensão profissional.

Sucesso!!!

Prof. Me. Fernando Ribeiro
Coordenador Acadêmico